Feeds:
Posts
Comentários

Archive for janeiro \26\UTC 2009

I’m on standby…

 

Vou sumir. Não é porque quero. Não é que eu não tenha consideração por aqueles que sentem falta da minha “presença virtual”. Digamos que vou entrar em “standby” por um indeterminado período de tempo. Pr’aqueles que têm meu telefone, estarei com ele ligado (lógico que estou falando do residencial, celular nunca mais). Pr’aqueles que não têm e gostariam de ter, me peçam.

Não tenho muito o que dizer, qualquer coisa que precisarem me liguem. Amo os que amo. Adoro os que adoro. Gosto dos que gosto. E daqueles que eu não gosto, também sabem que eu não gosto. Mas com certeza sentirei falta de todos. Estou consciente de que isso não vai me fazer bem, mas acredito que um pouquinho de isolamento também não me fará tão mal assim. Eu vou entrar às vezes no orkut, portanto podem deixar recados… E eu não leio e-mails, nem tentem. Um beijo, tchau, adios, au revoir, tschüs, slán, bye…

I’m rolling down a well worn road Standby.
I’m wondering if I’ll ever know 
If I’ll be better than I was before 
When I surface through the service door 

Bye 
I’m on standby 
Out of order or sort of unaligned 
Powered down for redesign 
Bye bye 
I’m on standby 
According to the work order they signed 
I’ll be down for some time 
I’ll be down for some time 

I got good at saying “I gotta go” 
Number one at saying “I don’t know” 
But from the stories I’ve heard 
You humans require more words 

Bye 
I’m on standby 
Out of order or sort of unaligned 
Powered down for redesign 
Bye bye 
I’m on standby 
According to the work order you signed 
I’ll be down for some time 
I’ll be down for some time

Grandaddy – I’m on standby

 

Anúncios

Read Full Post »

Utopia

Eu tava aqui ouvindo a música da Alanis Morissette que tem exatamente o nome do título do post de hoje: Utopia. Consiste na idéia de idealizar um lugar, uma vida, um futuro ou qualquer coisa que o valha perfeitos a partir de uma visão fantasiosa. Exatamente como a gente quer. Em outras palavras, sonho. Maneira absurdamente otimista e irreal de se imaginar algo que queremos muito. 

Aposto que cada ser humano vivo (e morto também) já passou pelo menos um dia da sua vida pensando e refletindo como seriam as coisas se tudo fosse mais fácil. Se tudo fosse perfeito. Se tudo fosse da maneira que a gente quer que seja. De uma forma que ficaríamos imensamente felizes e confortáveis até o fim de nossas vidas. Porém, eu me pergunto: eu realmente quero essa perfeição? Vida pacata, acomodada, com tudo que eu quero exatamente do jeito que eu imagino. Sem ter que fazer nenhum esforço, nada que nos gratifique e nos deixe orgulhosos de termos alcançado aquilo que tanto almejávamos? A verdade é que, pra um sentimento de completa satisfação, há muita pedra no caminho que devemos tirar. Muito a sofrer, muito a trabalhar, muito a construir. 

Ser uma pessoa feliz, não significa necessariamente, ter tudo aquilo que quer de mão beijada. Alguns fatores no mundo em que vivemos hoje, se fossem diferente (ou perfeitos), certamente seriam de muito mais proveito se fossem da maneira que queremos que sejam. Porém, arranjaríamos outra coisa pra reclamar. E eu digo isso por mim, porque quando eu não tenho nada do que reclamar, eu sempre encontro outra coisa. Sim, eu reclamo muito. Parece que eu sinto um certo tipo de alívio colocando tudo aquilo que eu acho que não tá certo pra fora. Reclamo pras pessoas, reclamo sozinha, reclamo pra mim mesma. Mas reclamo.

Entretando, não podemos reclamar e deixar por isso mesmo. Deixar de ser acomodado e começar a pensar em soluçoes pras reclamações dos nossos problemas é um grande passo a se dar. Mas, como na vida de todo ser humano, o primeiro passo pode levar anos. Porém, depois de dado, tudo se torna mais fácil. Você já sabe o que deve fazer pra dar os próximos passos. São sempre mais fáceis.

Utopia é, também, uma forma de egoísmo. Idealismo daquilo que você acha perfeito. O que é perfeito pra você, pode não ser pra mim. O que você gosta, eu posso odiar. Nunca viveremos em um mundo onde todos serão felizes. E isso é uma certeza que eu tenho. Eu sei que nunca vai haver um mundo onde todos serão felizes. Sempre vai ter alguém pra reclamar nem que seja de um grão de areia que ficou mais escurecido.

Acredito que não tenho motivos pra achar isso uma “teoria” ruim. Já dizia minha vózinha querida: “Imagina o que seria do azul se todos gostassem do vermelho?” (Ah, é lógico que eu fiz uma ligação entre grêmio e inter… rssss) Pois é. Não sei exatamente qual a conclusão pra esse meu texto de hoje, não tenho nenhuma mensangem concreta em mente que eu queira passar pra vocês. Só que… eu gosto da palavra utopia.

 

Utopia tem como significado mais comum a idéia de civilização ideal, imaginária, fantástica. Pode referir-se a uma cidade ou a um mundo, sendo possível tanto no futuro, quanto no presente, porém em um paralelo. A palavra foi cunhada a partir dos radicais gregos οὐ, “não” e τόπος, “lugar”, portanto, o “não-lugar” ou “lugar que não existe”.

Utopia é um termo inventado por Thomas More que serviu de título a uma de suas obras escritas em latim por volta de 1516. Segundo a versão de vários historiadores, More se fascinou pelas narrações extraordinárias de Américo Vespucio sobre a recém avistada ilha de Fernando de Noronha, em 1503. More decidiu então escrever sobre um lugar novo e puro onde existiria uma sociedade perfeita.

O “utopismo” consiste na idéia de idealizar não apenas um lugar, mas uma vida, um futuro, ou qualquer outro tipo de coisa, numa visão fantasiosa e normalmente contrária ao mundo real. O utopismo é um modo não só absurdamente otimista, mas também irreal de ver as coisas do jeito que gostaríamos que elas fossem.


utopia

Read Full Post »

Eu disse… eiuheaiuhe

Resultado: 14 pontos

Você tem um nível de inteligência um pouco acima do normal. Provavelmente já desconfiava disso, mas agora está comprovado. Você está entres os 20% de pessoas com inteligência acima da média. Parabéns, pois falta pouco para se tornar um gênio.

Teste a Sua Inteligência


Rsssss…. 😛

Read Full Post »

Nada.

Uma música bonitinha pra um dia totalmente sem nexo.

Read Full Post »

Saudade…

Saudade. Taí uma coisa que mexe bastante com a gente. Não sei ao certo definir “saudade”. Pra mim, sentir saudade de algo ou alguém é sentir falta daquilo que se gosta muito. Em outras línguas não existe a palavra saudade. Taí algo pra se gabar de ser brasileiro. Eu gosto da palavra saudade, talvez até goste de sentir saudade (mas só um pouquinho) porque saudade passou a ser uma coisa essencial na vida de qualquer ser humano. Todos sentem saudade de alguém ou de algo. Fato.

O ruim é quando a saudade torna a se passar constante na sua vida. Mas aquela saudade forte mesmo, que tu não vê a hora de ela acabar. De matar. Rever alguém, reencontrar algo e tirar proveito disso. Saudade, na verdade, pode ser considerado um egoísmo mascarado. Sim, porque quem tá sentindo falta é você. E é você que quer aquele alguém ou aquela coisa perto de você de novo. Não importa o que aconteça, você quer e pronto. Um tanto quanto egoísta, né?

Pois é, mas egoísmo também tem um lado bom (viu? eu não disse que tudo tem um lado bom? pois é…), afinal, se você não pensar em si próprio… Quem vai? Sim, sempre tem alguém pra pensar em você, mas vocês me entenderam…

Enfim, quando a saudade começa a doer e você não sabe mais o que fazer, você faz o quê?

Encerro esse meu post com essa pergunta e torno a dizer que ainda sinto saudades do meu cachorro. (Mesmo ele dando as caras de vez em quando…)

 

saudade


 

Read Full Post »

Iééé… não dormir?

Oi. Faz tempo que eu não comento sobre um assunto “decente” e “discutível” aqui no blog. Por isso, venho hoje às 4h30min da manhã (GMT -4:00/Campo Grande-MS) pra falar sobre um assunto que pode vir a incomodar muita gente. Sim, meus caros, é ela… Nossa companheira das madrugadas: Insônia.

Todos sabem o que é insônia né? Lógico que sabem, o próprio nome já diz, não ter sono na hora que se deve ter. Ou seja, de uma forma mais clara, não conseguir dormir na porra da madrugada. E o que se faz na madrugada de insônia? Engraçado que a última coisa que se deve fazer é tomar café, chás e comer chocolate. E me diz aí… O que tu faz de madrugada? Eu não sei vocês, mas eu tomo café e chá (ok, não como chocolate – mas eu sei de muita gente que faz isso).

Madrugadas pra mim ultimamente têm sido longas e intermináveis, totalmente sem sono e entediantes. Nada pra fazer, muita paranóia pra pensar, muitas dúvidas a questionar. E eu fico só ali, vegetando, falando bobagem no orkut e chegando à conclusões completamente mirabolantes sobre minhas dúvidas cada vez mais malucas. Interessante nisso tudo é que muitas pessoas sabem o que faz bem e o que faz mal, o que deve e o que não deve fazer e simplesmente não agem em prol da própria saúde. 

Não, eu não to dizendo que eu sou uma das pessoas que faz o que deve e age em prol da própria saúde. Pra falar a verdade eu devo ser uma das que mais faz coisas pra prejudicar a própria saúde. Mas acho importante dormir e gostaria muito de conseguir, porém… não se consegue tudo o que quer na hora que quer. Mas um dia eu chego lá.

Enfim, já dizia Dr. Drauzio Varella que a insônia pode ter causas orgânicas e psíquicas… juntando os dois então, tu vira uma Laís. Ou seja, não dorme, não come direito, só pensa merda, vegeta o dia inteiro e dorme quando não deve durante no máximo 4 horas, bebe litros e litros de café e chás, posta umas porcarias no blog, xinga uns no orkut, etc, etc… Mas é bom, por um lado. (Aham, tudo tem um lado bom, eu acho)

Eu já comentei inúmeras vezes aqui no blog que eu adoro pensar, me faz um bem danado e nessas madrugadas que eu vegeto, muitas vezes eu penso em diversas coisas que não pararia pra pensar com tanta calma durante o dia. Paranóia. Eu, e minhas 4 amiguinhas juntinhas em todas as madrugadas:

Insônia, Paranóia, Zica e Guilda. Nunca me abandonam. Juntamente com o DEUS café. (Preciso comentar que tudo isso é acompanhado de uma boa dose de internet + notebook?)

Enfim, um post totalmente sem nexo, sem muita inspiração, mas um post que ‘dê o que falar’. 


E aqui, um artigo do Drauzio Varella sobre a insônia que eu achei bem legal e interessante pra quem quiser saber mais ou sei la… não tem nada pra fazer:
Insônia.

E você, que ta aí lendo meu blog? Que horas são? Tá acordado essa hora por quê? Tava pensando no quê? 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

mayla    HEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEY, EU TO COM SAUDADE DO MEU CACHORRO!

Read Full Post »

It’s friday night…

its friday night (its friday night)
got my stereo up on 9 (up on 9)
got my groovy shoes (groovy shoes)
I want to dance with you    

its friday night (its friday night)
everybody’s feeling alright (feeling alright)
I got my leg warmers on (leg warmers on)
I’ll wear them all night long

Its friday night (its friday night)
got my stereo up on 9 (up on 9)
got my groovy shoes
got my killer moves

so I pick up the phone
and make all the calls
and you’re not home (how would you know when your stereo’s up on 9)
and you’re not home (how would you know when your stereo’s up on 9)

 

Read Full Post »

Older Posts »